top of page

Lembrete para mim mesma



Há dias em que acorda com ímpetos de abraçar o mundo

E entre fraldas e mamadas, infinitos e-mails e ligações

Termina a noite com dedos exaustos que deslizam sobre um mundo aparentemente abraçado por todos

Menos por ela

Dedos que sentem incessantes oportunidades escorrerem por si

É urgente não perder tempo, dizem os especialistas

Há caos

Dentro e fora

Mas basta um olhar atento para perceber diversidades

Rios que correm em fases

Como a Lua

Que não pode ser cheia e exuberante, sem antes ter sido plenamente nova

Crescente ou minguante

Há fases em que se faz necessário abrir mão de ser inteira em si

Para fazer crescer vida nova

Fase passageira, como outra qualquer

Uma respiração profunda

E os sentidos aguçados

Fazem compreender a intensidade que é abraçar uma criança pela manhã

E então ela realiza que, às vezes, o mundo todo cabe dentro de um quarto Montessori

E sendo esse lugar o mundo inteiro

Adormece com a certeza do sucesso em sua missão

Mundo abraçado com êxito

Até que minguem fraldas e choros

E novas possibilidades sejam, de novo, abundantes

Até que seja novamente inteira em si

Por si e para si.

コメント


      Flávia Vilhena
foto 2.jpg

Sou a Flávia. Mãe do Caetano e do Augusto. Viajante, ex-blogueira (de viagem), advogada e agora escritora...

Textos em Destaque
Textos Recentes
Procure por tema

E aí, curtiu? Me conta o que você achou.

  • Instagram
  • Facebook
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter
  • Spotify ícone social
Siga
  • Instagram
  • Facebook
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter
  • Spotify ícone social
bottom of page